“Mas Buenos Aires de novo?”

Plaza de Mayo

Desde que eu casei, eu e meu marido combinamos que, apesar do nosso parco dinheirinho, íamos fazer ao menos uma viagem legal por ano.
2011 seria o ano dos States, estava tudo planejado, mas aconteceram uns problemas técnicos (risos) e tivemos que adiar mais uns meses.

Aí a questão era pra onde ir. Europa não cogitamos, porque demanda mais tempo de viagem, o que nós não temos agora, por conta do trabalho. Eu tenho sempre várias idéias na cabeça, mas meu marido é mais tradicional, chato pra caramba e não ia nunca topar um passeio na Colômbia, por exemplo.

E começou a dar em mim aquele comichão de voltar a Buenos Aires… mas sempre fica aquela dúvida sobre voltar a um lugar que gostamos ou conhecer outro lugar diferente.
Fato é que tenho vários remorsos guardados no meu coraçãozinho por não ter aproveitado como eu gostaria os lugares que eu mais gosto. E Buenos Aires é um desses. Há tanta coisa pra se ver e se fazer, que eu sempre volto pra casa com um gostinho de quero mais.
E são tantos restaurantes na minha interminável lista. E são tantas lojinhas que eu queria ter ido, mas o tempo foi escasso. Além do mais, eu curto muito aquele turismo de observação dos costumes dos locais.
Gosto de sentar num café e ver a vida passar, ver como as pessoas se vestem, enfim, tento não correr, cheia de lugares turísticos pra visitar. E, principalmente, gosto de comer. Ah, como eu amo comer! rs.

Então, um dia, meu marido chega e me fala: “Acho que achei um lugar pra gente ir esse ano: Buenos Aires!”. Claro que eu topei na hora.
Mas aí vem todo mundo que eu conheço perguntando a mesma coisa: “Por que você não vai pra um lugar diferente?”. E eu nem me zango, porque, por muito tempo, eu mesma achei que a graça de viajar era conhecer o mundo todo. Hoje, já penso que a graça de viajar está em passar ótimos momentos fora de casa, seja este lugar inédito ou aquele já batido. O que não pode em viagem é começar a viajar por obrigação.

E lá vamos nós, de novo, pra capital portenha, em abril. Tudo meio igual, mas meio diferente: vamos alugar um apartamento! Bairro novo, acomodação nova e meio que sem programação: só a interminável lista de restaurantes para, talvez, ticarmos.

E, dessa vez, eu juro que vou dar uma de “hermana” e até dar uma dormidinha depois do almoço na Plaza de Mayo, como o pessoal abaixo:

Tirando a sesta


Casalzinho namorando


Nos próximos dias, alguns posts falando sobre a delícia do planejamento das viagens.

Anúncios

2 Respostas para ““Mas Buenos Aires de novo?”

  1. Eu penso: porque não repetir uma viagem se, de fato, não haverá repetição. Você pode ir mil vezes num lugar, mas fazer coisas diferentes, ou mesmo fazer as mesmas coisas, invertendo-se a ordem e redistribuindo qualidade de tempo.
    Mas, por favor, ainda que sejam os mesmos restaurantes, reinvente o cardápio! Peça aquele prato que outrora não se encaixava nas preferências… isso sim é uma delícia!

    No mais, que essa sua nova/velha viagem disperse as animosidades e me traga presentes. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s